Preto no Branco

PRETO NO BRANCO
BIO
GRA
FIA

Preto no Branco é um projeto que reúne grandes artistas brasileiros em uma proposta musical ousada que combina muito mais que o tom negro da pele de cada um deles. O grupo, composto por Clóvis Pinho, Jean Michel e Weslei Santos, traz o talento, a criatividade e a musicalidade de cada um desses artistas, que já possuem respeitadas carreiras no segmento.

Em sua formação original, o projeto contava com a voz do cantor Juninho Black. Após a saída do cantor, o grupo ganhou um novo integrante: o baterista Jean Michel. O primeiro álbum, que leva o mesmo nome da banda, contou com a participação especial de Eli Soares, Ian Alone, Israel Salazar, Lukão Carvalho e Salomão do Reggae.

A turnê PNB contempla ritmos como black music, soul, R&B, samba, pop rock, indie rock, música romântica e, em sua concepção, permite que sua montagem e estrutura sejam adaptadas a igrejas, palcos, feiras e eventos em geral.

 

Tanto o projeto quanto a turnê contam com um diferencial: os artistas não apenas cantam, mas tocam diversos instrumentos, o que torna possível o revezamento entre eles no palco durante os shows. Além de reduzir a quantidade de músicos e acompanhantes, esse diferencial proporciona um dinamismo único à turnê e, consequentemente, aos eventos em que o grupo se apresenta.

Para Alex Passos, diretor do projeto, “o Preto no Branco representa unidade e comunhão para fazer uma arte sem culpa, sem justificativa”. “Na religião, às vezes, você precisa justificar a arte, mas a ideia aqui é estar livre, fazendo uma música verdadeira, com letras profundas e em unidade”, diz.

Com pouco mais de um ano de lançamento, o projeto conta com quase mais de 200 milhões de acessos nas redes sociais em todo o Brasil e em diversos países. Segundo a plataforma Vevo, o vídeo de “Ninguém explica Deus” foi o 9º mais assistido no país em 2016, dividindo o ranking dos 10 mais acessados com artistas como Justin Bieber, Rihanna e Adele. A música também foi a mais tocada nas rádios evangélicas brasileiras nesse ano.

Clovis Pinho

Nascido na Ilha de Itaparica (BA), Clovis Pinho canta desde os 10 anos de idade. Autodidata, aprendeu a tocar violão, piano, bateria, baixo e gaita. Começou sua trajetória na música na igreja batista em que cresceu, na Bahia. Desde então, tem levado seu talento por todo o Brasil e até outros países.

Já participou de shows e gravações com Carlinhos Brown, ExaltaSamba, Rodriguinho, Black Rio e Rapin Hood. No meio evangélico, fez parte do Renascer Praise e teve participações em CDs de grandes nomes da música gospel nacional.

Autor de sucessos como "Pelo Sangue", "Mil Graus", "Plano Perfeito", "Fé", "Arca", "Digno", "Corpo, Casa, Morada", "A Ti a Honra", "Nada se Compara", entre outros, lançou, em 2009, seu primeiro CD independente, "Minha vida", que contém 12 faixas, todas de sua autoria.

Em 2012, participou da gravação, ao vivo, do CD/DVD "Inesquecível”, lançado pela Canzion Brasil, que chegou a figurar em 3º lugar no Top Álbuns/Itunes Brasil na primeira semana de lançamento
. No mesmo ano, participou da gravação do CD/DVD do Renascer Praise "Novo Dia, Novo Tempo”, lançado pela Sony Music. Nesse trabalho, ele assina cinco músicas de sua autoria.

Em 2015, foi convidado por Alex Passos para compor o Preto no Branco. A canção “Ninguém Explica Deus", de autoria de Clóvis Pinho, bateu o recorde mundial de visualizações na plataforma Youtube (Vevo) do mercado gospel.

Pela Balaio Music, Clóvis também lançou o álbum "Ninguém Explica Deus", com canções de sua autoria.

Weslei Santos

Familiarizado com instrumentos desde a infância, começou a dar os primeiros passos no universo da música aos 3 anos de idade.

Aos 16 anos, ganhou uma bolsa para cursar piano no Conservatório Brasileiro de Música em Manhumirim (MG). Desde então, tem o teclado como principal instrumento de trabalho.

Fez participações - vocais e instrumentais - ao lado de vários artistas, como Baby do Brasil, Carlinhos Felix, Marcos Almeida, Lorena Chaves, Fernanda Brum, Kleber Lucas, entre outros.

Há mais de 15 anos, Weslei Santos trabalha como produtor musical e arranjador. Tem um histórico de participação em centenas de projetos das mais diversas formas: tecladista, violonista, baterista, backing vocal, entre outras.

Atualmente, integra o Preto no Branco não apenas como um dos vocalistas, mas, também, como produtor e arranjador do grupo.

Weslei Santos

Jean Michel

Jean Michel da Silva Santos nasceu em 1991, em Salvador (BA). Começou a tocar bateria aos 7 anos de idade, na Igreja Batista do Novo Centenário, na capital baiana.

Fez parte de bandas covers de rock. Aos 15 anos de idade, foi para a Igreja Renascer, onde participou de algumas bandas. Dois anos depois, integrou a banda sertaneja "Torres da Lapa", hoje conhecida como "Rode Torres".

Em 2011, foi morar em São Paulo, onde fez parte de uma banda de Axé gospel. De 2012 e 2016, integrou o grupo Renascer Praise. Na equipe, participou das gravações dos discos de número 17, 18 e 19 do ministério, sendo que o 18º álbum foi gravado em Israel.

Realizou alguns trabalhos com Maria Gadú e Ney Matogrosso. Também acompanhou vários artistas do meio gospel, como André Valadão, Aline Barros, Thalles Roberto, Kleber Lucas, entre outros.

Jean Michel

Eventos

    Fotos

    Videos

      Notícias

        Destaque loja balaio